• @gardeniano

    Erro: o Twitter não respondeu. Por favor, aguarde alguns minutos e atualize esta página.

  • posts mais recentes

  • Categorias

  • Arquivos

  • Álbum do Flickr

Guaratiba II

Rio, 29 de janeiro de 2012.

O plano era pedalar com alguns amigos de fixa no Aterro, mas a chuva às 6:30 não me animou muito a sair de casa para pedalar. Como disse em outra ocasião: não tenho problema em pedalar na chuva, desde que ela me pegue no meio do caminho. Enfim, fiquei enrolando em casa até a chuva passar e acabei não pedalando com o pessoal no Aterro, pois chegaria no final do pedal. Quando a chuva parou, saí para pedalar por aqui mesmo – sozinho.

Decidi ir para Barra de Guaratiba para pedalar em dois lugares em especial, a serra de Guaratiba (divisa Recreio – Guaratiba) e subida do Grumari (divisa Guaratiba – Grumari). O trajeto foi bem parecido com o do primeiro pedal  que postei aqui (em março de 2011), mas dessa vez não fui até a praia de Barra de Guaratiba. Não foi um rolé muito longo, pois planejava sair a tarde. Contudo, teve umas subidinhas legais. Segundo o google maps, fiz 60km, mas não sei se é isso mesmo, pois não uso mais ciclo computador (velocímetro). Pode ser que algum dia volte a usar, mas por enquanto estes dados pouco importam. Vou me guiando pela dor, cansaço, ânimo, sede, fome, fôlego, etc.

O trajeto foi bem simples: saí da Gardênia e fui pela Ayrton Senna até a Av. das Américas (onde, pra variar, peguei um vento contra); dei um descanso de 5 min., subi a serra de Guaratiba (que ainda é Av. das Américas) e depois peguei a estrada Roberto Burle Marx; virei na estrada do Grumari (uma subidinha bem molhada e escorregadia) e fui direto até o canal do Recreio. No Recreio, fiz uma parada no restaurante Caminho do Mar (um dos poucos veganos da zona oeste –  na real, só conheço esse por aqui) e tomei um suco luz do sol ( :-9 ótimo! nunca tinha tomado). Depois peguei Américas e Ayrton Senna – casa.

Serra de Guaratiba e Estrada do Grumari

A Serra de Guaratiba é bem tranquila de subir. Lembrava dela como sendo um pouco mais difícil. Como faz quase um ano de diferença da última vez que estive lá, é normal que agora ela pareça mais fácil. Na estrada R. Burle Marx parei em frente ao sítio que dá nome a estrada. Tirei umas fotos e a chuva começou a engrossar. Do sítio Burle Marx até a estrada do Grumari, tomei uma baita chuva. Muito bom!   Lavou a alma. Não tirei foto nem filmei por razões obvias.

Lembrava que a estrada do Grumari era bem complicadinha (pista estreita, inclinação e curvas acentuadas). Dessa vez foi mais complicado subir não só por estar de fixa, mas também pelo asfalto molhado e os carros vindo no sentido oposto.

Este slideshow necessita de JavaScript.

Link do mapa:  http://g.co/maps/ya4ya

Anúncios
Post anterior
Deixe um comentário

2 Comentários

  1. Rodrigo Cavaleiro

     /  30/01/2012

    Legal … domingo eu não girei … e hoje passei perto desse caminho que escreveu.
    Taquara -> Campo Grande [por Sulacap/Realengo/Bangú/Senador Camará/CG] retornando por Guaratiba/Recreio/Barra … deu 75km … registrado pelo GPS.

    Responder
  2. Legal. Qualquer dia tenho pedalar por Campo Grande. No momento a prioridade é para subidas mesmo.

    Responder

Pode falar

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: